Nossa Empresa

BIOTEC nasceu na Bélgica em 1984 com o objetivo de desenvolver ferramentas conceptuais, tecnológicas e metodológicas apropriadas ao Tropico para a descontaminação de águas residuais (agropecuárias, agroindustriais e urbanas), e resíduos orgânicos sólidos, para aproveitamento como insumos industriais, energéticos e agrícolas.

Missão - Visão

Visão

A nossa visão (2050): O desenvolvimento sustentável da humanidade, alimentado por agricultura orgânica e movido com energia renovável.

Missão

A gestão racional da matéria orgânica (Carbono e Nutrientes) para gerar energia renovável e para aumentar a fertilidade dos solos.

 

Atividades:

  • Substituir o uso de energia fóssil a partir da valorização de subprodutos orgânicos da agroindústria.
  • Reduzir o uso de fertilizantes químicos na agricultura, otimizando o ciclo dos nutrientes (reincorporação da matéria orgânica nos solos).
  • Gerar gás e eletricidade a partir de cultivos energéticos (pasto e forragens).
  • Encontrar soluções criativas para evitar todo derramo de efluentes ou refugos nos rios ou bacios hidrográficos.

Nossa Gente

Nossos Diretores:

Philippe Conil

Bio-engineer
(Brussels, 1981).

Founder of BIOTEC INTERNATIONAL in 1984.

Group CEO

Heriberto Dorado

Civil Engineer
(Cali-Colombia, 1990).



Director for
Latin America

S. Julee Edmund

Financial Accounter

 

Director for
Asia

BIOTEC IN A NUTSHEL

Sentido Social

Biotec International patrocina a fundação PRO-ORGANICA para o desenvolvimento de projetos sociais na Colômbia.

BIOTEC, coerente com a sua visão e missão aporta de maneira comprometida recursos técnicos, humanos e financeiros à busca da sustentabilidade do planeta e da humanidade.

PRO-ORGANICA tem quatro campos de ação:

  • Educação ambiental.
  • Projetos produtivos.
  • Centros de P&D.
  • Centros de pensamento.

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação:

A pesquisa, o desenvolvimento e a inovação têm sido, desde sempre, o motor da nossa evolução. Otimizamos e renovamos constantemente os nossos produtos e buscamos soluções aos desafios que se apresentam.

Nosso departamento responde às solicitudes externas e internas utilizando métodos diversos, tais como ensaios de laboratório, provas industriais, colaboração com fornecedores de maquinaria, pesquisas bibliográficas e retroalimentação de plantas em operação.

O departamento conta com pessoal altamente qualificado em processos biológicos e um laboratório equipado para levar a cabo experimentos de BMP (Biomethane Potencial). Estas instalações permitem de igual maneira avaliar a toxicidade de compostos determinados, e pode utilizar-se para valorar a influência da granulometria, temperatura e outros parâmetros.

Enfoques da Nossa P&D:

  • Optimização de sistemas existentes
  • Novas matérias primas
  • Novos conceptos

BIOTEC tem sido há 30 anos pioneira em seu setor.

Cultivos energéticos para produção de biogás que não produzem até 12.000 m3 de metano por hectare por ano a partir de forragens climáticas.

Tanques metálicos de 5.000 e 7.500 m3 de montagem rápida.

Sistemas biológicos robustos de remoção de H2S.

Biodigestão de subprodutos de abacaxi.

Maior nível de conteneirização e automação.

LOGO-BIOTEC

Nosso parceiro SSP (sspindia.com), ao lado, possui um Centro de P&D de ½ hectare em Evaporação e Secagem (em Faridabad, Índia), com todos os modelos para teste.

Nossas Abordagens de P&D:

Otimização de Sistemas Existentes

Novas Matérias Primas

Novos Conceitos

Principais desenvolvimentos nos últimos anos (2015-2020): Fazendas de Gás.

Objetivos:

Em pequena escala: gerar gás (renovável) e eletricidade em regiões tropicais remotas a partir da biomassa local (auto-suficiência energética + desenvolvimento local e geração de empregos)
Em larga escala: para substituir o Gás Natural Fóssil por Gás Natural Renovável nos países tropicais, da mesma maneira que alguns desses países conseguiram substituir a Gasolina por Bioetanol. Com apenas um milhão de hectares de culturas intensivas, um país como a Colômbia pode substituir 100% de seu gás natural fóssil (= 25% da matriz energética do país) e gerar um impressionante desenvolvimento local em suas regiões remotas.

Foi um duplo P&D:

a) Encontrar a melhor colheita (alto rendimento de biomassa, fácil de implementar, cultivar e colher, boa biodigestibilidade, boa geração de metano por tonelada de matéria seca, etc.)  Grande pesquisa e desenvolvimento em culturas de grama tropical.

b) Encontrar os modelos de biodigestores mais adequados para “metanizar” a grama, com os melhores rendimentos, os menores custos de O&M e evitando camadas flutuantes. Aproveitamos a experiência de biodigestão de biomassa (e especificamente grama) na Alemanha e usamos o sistema de aspersão SAUTER em vez dos sistemas de mistura tradicionais.

Esta pesquisa e desenvolvimento levou à criação da empresa AGROGAZ, com nosso parceiro SAUTER da Alemanha (www.agrogaz.com).

Principais Desenvolvimentos (2020):


Bio-Evapo-Secagem de Efluentes de Moinhos de Óleo de Palma (POME):

Como resultado de uma pesquisa e desenvolvimento com seu parceiro tecnológico da Índia e, posteriormente, de um desenvolvimento semelhante com a cana-de-vinhaça, a BIOTEC concebeu unidades de bioevaporagem de secagem POME. É uma combinação de biodigestores, evaporadores (MSE) e secadores (spray), para transformar efluentes de palma em pó de biofertilizante com 50% de matéria orgânica e 30% de macro nutrientes.

Três tecnologias de linha lateral também foram desenvolvidas:

  • Evapo-secagem de POME bruto para produzir ração animal (= desenvolvimento de SSP na Índia; já implementado em 2019 em escala industrial (Godrej, 20 m3 / h).
  • Co-compostagem líquida de POME em bruto com EFB (Empty Fruit Bunches) para processar, em uma planta muito compacta, com quatro metros de altura, 100% de EFB com 50% de POME e recuperar cerca de 5 US $ de fertilizante por T FFB ​​(Fresh Fruit Grupo).
  • Co-compostagem do POME bruto concentrado com a EFB para processar 100% da EFB com 100% da POME, gerando cerca de 7 US $ de perton de fertilizante da FFB (e evitando qualquer descarga no meio ambiente).

Acessos: 2